Como reconhecer e se proteger de sons perigosos

Quão alto é o som de um dia normal?

Recentemente, a Angie Aspinall mediu os sons diários em que tem contato. Em média, todos os ruídos que ela mediu batiam a casa dos 86dB – alto o suficiente para causar perda auditiva permanente.

De acordo com o Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional, o tempo máximo de exposição em 85 dBA é de oito horas, de modo que os ruídos diários na vida de Angie não causarão perda imediata. Mas se ela fosse exposta a 110 dBA, só demoraria um minuto e 29 segundos para ocorrer danos auditivos. (O som mais alto no dia de Angie foi o ruído do trânsito quando ela deixou o carro com as janelas abertas, que registrou 99dB).

Como saber o quão é ruidoso?

A tecnologia facilita a descoberta de quão alto o ruído em torno de você é, através de aplicativos que medem o som. Além desses aplicativos, existem recursos para rastrear o quanto de barulho as cidades possuem.

Angie usou um aplicativo de medidor de som chamado Decibel 10 ao rastrear os níveis de som ao longo do dia.

Nível de ruído em sons comuns


Fogos de artifício – 162 dB

Avião decolando – 140 dB

Rádio de carro – 125 dB

Show de Rock – 110-120 dB

Motocicleta – 95-110 dB

Restaurante barulhento – 85 dB

Despertador – 65-80 dB

Máquina de lavar – 50-75 dB

Escritório silencioso – 40dB

Como você pode proteger sua audição do ruído cotidiano?

Proteger sua audição é importante para prevenir a perda auditiva ou evitar que a perda auditiva atual piore. São as pequenas mudanças que fazem a diferença ao proteger sua audição!

Por exemplo:

Use auscultadores com cancelamento de ruído. Se você estiver indo para um local ruidoso, como um show ou um avião, pense em usar fones de ouvido com cancelamento de ruído, para que você possa ouvir sua música em um nível de volume normal!

Já conhece a Audithus? Venha nos visitar!

contato@audithus.com.br
São Caetano: 11 2376-7703 Santo André: 11 2325-3357
São Bernardo: 11 3907-6463 Mauá: 11 4544-2371

0 comments on “Como reconhecer e se proteger de sons perigosos

Comments are closed.