DGP oferece atendimento em Libras para surdos

Servidores com deficiência auditiva são acolhidos na Coate. Horário vai de 7h30 às 19h.

Acessível em Libras. É isso que comunica o símbolo presente no guichê 6 da Coordenadoria de Atendimento do Decanato de Gestão de Pessoas (Coate/DGP) da Universidade de Brasília. Responsável por atender docentes e técnicos da UnB em demandas, como atualização cadastral e solicitação de auxílios e licenças, há quase um ano a unidade têm prestado o serviço também em Libras, garantindo suporte adequado a servidores com deficiência auditiva.

“É importante que a Universidade garanta ao surdo o acolhimento em Libras, principalmente em uma unidade como a Coate, que trata das relações entre as pessoas e a Instituição”, enfatiza a servidora Sheila Andrade, responsável pelo atendimento em Libras na Coate. Ela conta que, antes da existência do serviço, os servidores tinham muita dificuldade para se fazer entender e, por isso, quase sempre precisavam estar acompanhados por um ouvinte-tradutor.

É o caso de Messias Ramos Costa, professor de Licenciatura Libras-Português da UnB. “Quando entrei na UnB a dificuldade era muito grande. Não havia servidores que soubessem Libras e não havia intérpretes”, relembra. “Em 2017, tive uma grande surpresa ao me deparar com o símbolo Acessível em Libras na Coate. Fiquei muito feliz pois, pela primeira vez, consegui me comunicar e resolver meus assuntos pessoais”, diz Messias Costa.

O professor espera que a acessibilidade continue a ser garantida em toda a Universidade. “Meu desejo e sonho é que essa notícia se espalhe dentro da UnB para que outros servidores possam também aprender Libras. Será uma esperança para todos nós, professores surdos: uma Universidade acessível para todos, com a comunidade de Libras entre surdos e ouvintes”, garante o docente.

SERVIÇOS  A Coordenadoria de Atendimento presta atendimento a servidores ativos e aposentados em diversos assuntos, como atualização de dados cadastrais; solicitação de crachás; emissão de contracheque e de declarações diversas; requerimentos de aposentadoria, pensões, progressão funcional, licença capacitação.

O horário de funcionamento da Coate é de 7h30 às 19h30. Atualmente, além da servidora Sheila, a unidade conta com uma estagiária fluente em Libras, garantindo o acolhimento acessível durante todo o expediente da Coordenadoria.

LIBRAS  Formada a partir da década de 1850, a Língua Brasileira de Sinais é usada por cerca de 5 milhões de pessoas no Brasil. Em 2002, foi reconhecida oficialmente como meio de comunicação e expressão no país, por meio da Lei nº 10.436. A normativa define a língua como sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constituindo uma modalidade de transmissão de idéias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil.

Fonte: Universidade de Brasília

Já conhece a Audithus? Venha nos visitar!
contato@audithus.com.br
São Caetano: 11 2376-7703
Santo André: 11 2325-3357
São Bernardo: 11 3907-6463
Mauá: 11 4544-2371

0 comments on “DGP oferece atendimento em Libras para surdos

Comments are closed.