Menino de 10 anos adere capoeira para ajudar gêmeo surdo, em RO

“Criança com o cuidado de adulto”, assim Maria define o filho Leonardo Duarte, que dobrou as horas de estudo para auxiliar o gêmeo surdo, além de acompanhar o irmão nas aulas de capoeira como agente de inclusão social. Além dos gêmeos de dez anos, Maria também tem o Luan, de seis.
Lucas Duarte é surdo, seu gêmeo é ouvinte, e os dois encontraram no esporte um aliado para melhor comunicação. Após Lucas participar de um projeto chamado Capoeira com Libras, Leonardo também aderiu ao esporte.

Devido à surdez, Lucas estuda em uma escola bilíngue na parte da manhã, e para auxiliar a mãe, Leonardo também participa das aulas com o irmão. A tarde Leo estuda em uma escola regular. As crianças dividem o tempo entre estudo, brincadeiras e capoeira.

No começo do ano Maria decidiu colocar Lucas em uma escola especializada para surdos, já que o acompanhamento com a fonoaudióloga não havia desenvolvido a fala da criança. Com essa mudança, Leonardo disse para a mãe que auxiliaria o irmão a aprender libras, e mesmo com o tempo sacrificado, estudando de manhã e a tarde, Leonardo não deixa o irmão sozinho.

Após dois meses na escola nova, a capoeira entrou na vida da família.

– Durante as aulas o projeto foi apresentado aos pais dos alunos da escola bilíngue e logo conquistou os meninos. Ao final da tarde eles treinam na varanda de casa, é linda essa cumplicidade e o amor que eles encontraram na capoeira – comenta Maria.

Antes da prática do esporte o excesso de peso das crianças preocupava a mãe, pois com a surdez de Lucas as brincadeiras eram realizadas no vídeo game, o que mudou com a libras e o esporte.

– Leonardo e Lucas são inseparáveis, e a cumplicidade dos dois encanta todo mundo. O cuidado que meu filho tem com o irmão é algo que não sei explicar, percebo que por vezes ele está cansado dessa rotina, mas ele não deixa o irmão.

A capoeira auxiliou no equilíbrio do Lucas e na disciplina dos dois em casa, além de auxiliar na perda de peso, como conta Maria.
– Percebi uma mudança de 100%, tenho filhos ativos, que brincam e jogam capoeira todo tempo. O esporte auxiliou não só na perda de peso das crianças, mas no equilíbrio do Lucas, e na timidez.

Maria ainda comenta que a inclusão de crianças surdas tem grande importância, mas na prática as dificuldades são muito maiores e que aos poucos o filho está sendo moldado um futuro melhor.

– As dificuldades são inúmeras, mas o Lucas é outra criança, percebo os olhos brilhando em meio ao jogo de capoeira, e nos treinos em casa. Capoeira mudou minha casa, meus filhos e a minha vida.

Outro adepto ao esporte é o pequeno Luan Duarte, caçula de seis anos, que encontra nos irmãos a coragem para aprender mais sobre capoeira e arrisca até alguns golpes.

Fonte: Globo Esporte

Já conhece a Audithus? Venha nos visitar!
contato@audithus.com.br
São Caetano: 11 2376-7703
Santo André: 11 2325-3357
São Bernardo: 11 3907-6463
Mauá: 11 4544-2371

0 comments on “Menino de 10 anos adere capoeira para ajudar gêmeo surdo, em RO

Comments are closed.