Um estúdio de impressão que procura mais acessibilidade para surdos

O Green Door Printmaking Studio foi inaugurado em 2006 com a ambição de ser um estúdio de gravura ambientalmente consciente, o primeiro de seu tipo no Reino Unido.

O estúdio é dirigido por Anna e Pan, uma equipe de mãe e filha, que – depois de se formar na universidade – queriam criar um espaço para que as pessoas se unissem como uma comunidade criativa e criassem arte, principalmente através de técnicas de gravura. Não só um mestre em gravura, Anna também é uma terapeuta de arte, que se esforça para encorajar e orientar as pessoas através da expressão artística e da criatividade.

Anna e Pan reconheceram que, embora haja muitos cursos e oficinas, a maioria desses cursos nem sempre é acessível para pessoas surdas. Isso é algo que elas queriam mudar.

A abertura do estúdio para a comunidade de surdos foi possível quando Kirsty Vessey se juntou à elas. Kirsty é surda e usa a liguagem de sinais para se comunicar.

Sua área de especialização é a serigrafia em tecidos e têxteis e ela, também, compartilha a mesma filosofia que Anna e Pan – ser consciente com o ambiente em que vive.

Foi através deste déficit de cursos para surdos que Kirsty e o Green Door iniciaram uma nova gama de cursos focados inteiramente em torno de engajar e informar suas práticas criativas para a comunidade de surdos.

Os cursos oferecem a oportunidade para pessoas surdas explorarem e desenvolverem sua própria criatividade, criando suas próprias impressões em tela e aprendendo tudo sobre o processo de impressão.

Já conhece a Audithus? Venha nos visitar!

contato@audithus.com.br
São Caetano: 11 2376-7703 Santo André: 11 2325-3357
São Bernardo: 11 3907-6463 Mauá: 11 4544-2371

0 comments on “Um estúdio de impressão que procura mais acessibilidade para surdos

Comments are closed.